Posts Tagged ‘coaching’

Construindo os seus horizontes

05/06/2017

construindo os horizontes

Eu nunca fui muito de acreditar e reconhecer a força inspiradora e realizadora de ações ritualísticas. E chamo que ações ritualísticas quase tudo o que fazemos na vida, até mesmo escovar os dentes, desde que o ato esteja revestido dessas energias que nos impulsionam para a concretização e algo. Escrever, por exemplo, é extremamente ritualístico.  Todo jornalista ou escritor cumpre um ritual antes, durante e depois de buscar organizar e expressar suas idéias. E acredite, a coisa tem uma força que muitas vezes é subestimada pelo nosso pensamento lógico e cortical.

Todo esse preâmbulo aí em cima é para falar sobre a força de concretização de um planejamento, seja ele, pessoal, familiar, de lazer ou profissional. O simples ato de colocar no papel, em uma ordem coerente com os seus desejos já aciona energias e potenciais que caminham para a sua concretização. Tive provas indiscutíveis desse poder há alguns anos, quando o processo de coaching no Brasil estava ‘nascendo’.

Na época, fazia terapia e minha terapeuta, percebendo a minha insatisfação em algumas áreas da vida (para não dizer todas…), sugeriu que eu tentasse responder a um questionário para identificar os pontos negativos e traçar um plano de metas para um autodesenvolvimento.

Olhei aquele papel com um misto de desprezo, preguiça e descrença, mas queria agradar a minha querida mentora, então, enfiei o documento debaixo do braço e fui-me embora. Só depois de uns cinco dias é que procurei ler com alguma atenção o roteiro à minha frente.

As perguntas, que começavam com uma definição sobre mim mesma (qualidade e defeitos) e da minha missão de vida eram complicadas e deram um ‘nó’ na minha cabeça. O desafio estava lançado e a minha simples determinação em responder de cabo a rabo o questionário despertou um envolvimento e uma consciência, que me surpreenderam e me mostraram a força do ritual. E olhe que demorou meses para concluir o trabalho.

Tudo começou com delineamento das minhas reais capacidades e condições atuais. Depois, saber de uma forma espiritual o que queria da vida, como definiria a minha missão nesta existência (e essa questão me tomou dias…). Parti então para enumerar não os meus defeitos, mas sim no que gostaria de melhorar. Passada essa primeira etapa, entrei no segundo ‘round’, tão difícil quanto o primeiro.

O desafio agora era enumerar, de uma a cinco, metas a serem atingidas em cada âmbito da minha vida (pessoal, lazer, saúde, profissional, espiritual, intelectual, social e financeiro) em prazos pré-determinados de 1, 5 e 10 anos. Tipo: construindo os meus horizontes.

Rapaz! Não fui econômica. Listei sonhos, viagens, bens materiais, bens espirituais. Fui mais, e pedi um amor e até mesmo coloquei uma meta para melhorar as minhas relações familiares.

Veja o que é energia potencial: daquilo que listei como objetivos a serem alcançados em um ano, alcancei todos antes daquele prazo. Os que listei para cinco, acredite se quiser, foram cumpridos em 50% muito antes do prazo, e para os definidos para dez anos… Me assustei e resolvi esperar um pouco, porque deu até medo!

Quando parei para tentar entender o que aconteceu, percebi que realmente e ritualisticamente ‘construí meus horizontes’. É claro que a vida não está totalmente sob nosso controle e muitas coisas podem acontecer eventos no caminho entre o que você quer e o que você pode. Porém, é imprescindível enxergar na frente para se poder caminhar até lá.

Essa é a força da palavra escrita e do ritual de se sentar, pegar uma caneta ou lápis e descrever, em um papel em branco (representando metaforicamente o nosso futuro) o que queremos. Pincelada por pincelada, ilustramos e assumimos a responsabilidade por nossos desejos e sonhos, e assim, conseguimos ver de forma clara um caminho a ser trilhado.

Estou feliz com a paisagem que criei e com o que consegui concretizar. Outras metas substituem àquelas e novos desafios se apresentam na minha vida. Se você deseja e quer chegar a algum lugar, aconselho que pare e trace um plano de metas e seja o autor do seu próprio destino.

Anúncios