Tempo, tempo, tempo…

Diz o ditado popular: “TEMPO é dinheiro”. Perder TEMPO significa prejuízo financeiro. Ter TEMPO, ganho no bolso. Não pra mim. TEMPO é sinônimo de riqueza sim, mas de um outro tipo. Me sinto, muitas vezes, culpada por não ambicionar de forma determinada um novo emprego, com novos desafios e um salário mais “gordo”. Muitos iriam imediatamente avaliar, em um tom de crítica velada , que estou “acomodada”. Sim, é verdade, estou mesmo acomodada. Mas defendo o sentido positivo do que seja essa minha acomodação neste momento, que segundo o dicionário é a qualidade do apropriado, do adequado, do instalado, do alojado, do tranquilo, do sossegado.
Após treze anos trabalhando na mesma empresa de comunicação é evidente que os desafios foram diminuindo com o passar do TEMPO (olha ele aí outra vez…). O conhecimento dos processos, do sistema, a adequação à filosofia da corporação, o amoldamento às mudanças periódicas, a rotina, a convivência com as pessoas, entre outras coisas, tornaram meu ritual profissional praticamente previsível e planejável, mesmo lidando com a imprevisibilidade da vida e de tudo o que “vira notícia”. Minha estabilidade no cargo, sem promoções ou aportes salariais por tanto TEMPO, também é mal vista por qualquer consultor de carreiras ou de recursos humanos.
Porém, desfruto, além de um salário que realiza o meu dia a dia, de uma riqueza imprescindível pra mim hoje: TEMPO. Não só consigo gerenciar meu TEMPO de trabalho de maneira a agilizar muitos dos meus compromissos pessoais, como meu horário de entrada na empresa me permite passar toda a manhã e almoçar com o meu “biscuit”, e em seguida, levá-lo para a escolinha.
Quando chove, saio do trabalho e vou buscá-lo, já que resido a algumas quadras do jornal e a escolinha de Davi, a duas quadras de casa . Quando trabalho no fim de semana, mesmo durante o expediente, escapo para levá-lo com a babá até uma praça pública com parquinho, para que possa brincar com outras crianças, e depois vou buscá-los.
Quando ele está doente, consigo monitorar sua febre com algumas saídas do expediente e, muitas vezes, saio bem mais cedo, contando com a colaboração e solidariedade das pessoas que trabalham comigo. Quando necessário, não vou trabalhar, é claro!
É bem verdade que trabalho em alguns feriados (que incluem o final-de-semana mais próximo – o sábado e o domingo), mas também é verdade que folgo quatro dias seguidos em feriados alternados. No final do ano, são sete dias de folga na semana do Ano Novo.
Sim, eu poderia administrar meu TEMPO e fazer pilates, inglês e até uma pós-graduação na minha área aos sábados. Sim, eu poderia dar um jeito e ir ao cinema (coisa que não faço há quase dois anos) e sair à noite, pelo menos uma vez por mês, para bebericar e falar besteira até de madrugada. Mas, talvez, o que seja difícil fazer entender é que eu escolho diariamente estar em casa e curtir o meu filho durante o máximo de TEMPO disponível na minha vida. Mesmo quando ele está dormindo. Eu escolho passar meus finais de semana livres em parques, teatros infantis, nas festas de aniversários e na piscina com ele. Eu, definitivamente, amo isso e me sinto realizada e feliz.
Sei que o que vou contar parece não ter nada a ver com o assunto, mas tem. No último fim de semana levei Davi ao Bosque. Um menino, destes que ficam na rua pedindo esmola, com mais ou menos 12 anos, se achegou e ficou encantado com Davi. Então, ele passou a nos acompanhar, a conversar comigo e brincar com meu filho. Depois de algum tempo, ele se virou e me perguntou: “Tia, ele (Davi) te dá muito trabalho?”. Fiquei surpresa com a pergunta e respondi que filhos nunca dão “trabalho” para as mães e que era uma felicidade pra mim poder estar com ele. Ele, com olhos tristes, retrucou: “Minha mãe me diz que eu só dou trabalho…”

Tags:

7 Respostas to “Tempo, tempo, tempo…”

  1. Maria Ignês Says:

    Minha querida Carol,
    Hoje vivo um outro tempo como tantos que já vivi.
    Mas meu tempo é hoje. Como você bem sabe, mudei meu caminho várias vezes. Quando eu precisei, quando achei que era melhor pra mim, embora, sem saber o que me esperava. Era tempo de mudar. Pra onde? Por que? Não sei. Só sabia que precisava. Hoje vivo uma vida totalmente diferente. Tenho muito tempo e as vezes não sei o que fazer com ele. Mas é bom. Tenho a natureza, os animais, os passarinhos e o silêncio. Não é bom o tempo todo. Não tenho meu filho o tempo todo, criou asas e segue seu próprio tempo. Mas que alegria quando ele chega! E a vida passa, com o tempo que o tempo tem. Você está num tempo especial. Mas todo tempo é especial, não é? Que bom que tenho tempo pra escrever essas bobagens pra você ler. Mas é muito bom.
    Beijos, te amo

    • Carol Says:

      Maria Ignês,
      Você, principalmente você, nunca escreve bobagens. Pro mais que as coisas da vida aconteçam e nos empurrem para outros caminhos, escolhemos sempre, até quando não escolhemos e deixamos as coisas irem sem rumo certo. Como disse bem meu amigo Rui, nesta página, o melhor tempo é “quando nos damos conta de que não temos obrigação de fazer mais nada. Apenas ser, admirar, respirar e ver acontecerem as ávores que plantamos pela vida.” Talvez esse seja o seu tempo agora Maria Ignês.
      Tambpem te amo, Beijos,
      Carol.

  2. andrea Says:

    “És um senhor tão bonito
    Quanto a cara do meu filho
    Tempo tempo tempo tempo
    Vou te fazer um pedido
    Tempo tempo tempo tempo
    Compositor de destinos
    Tambor de todos os ritmos
    Tempo tempo tempo tempo
    Entro num acordo contigo
    Tempo tempo tempo tempo
    Por seres tão inventivo
    E pareceres contínuo
    Tempo tempo tempo tempo
    És um dos deuses mais lindos
    Tempo tempo tempo tempo
    Que sejas ainda mais vivo
    No som do meu estribilho
    Tempo tempo tempo tempo
    Ouve bem o que eu te digo
    Tempo tempo tempo tempo
    Peço-te o prazer legítimo
    E o movimento preciso
    Tempo tempo tempo tempo
    Quando o tempo for propício
    Tempo tempo tempo tempo
    De modo que o meu espírito
    Ganhe um brilho definitivo
    Tempo tempo tempo tempo
    E eu espalhe benefícios
    Tempo tempo tempo tempo
    O que usaremos pra isso
    Fica guardado em sigilo
    Tempo tempo tempo tempo
    Apenas contigo e comigo
    Tempo tempo tempo tempo
    E quando eu tiver saído
    Para fora do teu círculo
    Tempo tempo tempo tempo
    Não serei nem terás sido
    Tempo tempo tempo tempo
    Ainda assim acredito
    Ser possível reunirmo-nos
    Tempo tempo tempo tempo
    Num outro nível de vínculo
    Tempo tempo tempo tempo
    Portanto peço-te aquilo
    E te ofereço elogios
    Tempo tempo tempo tempo
    Nas rimas do meu estilo
    Tempo tempo tempo tempo ”

    vc conhece?

    ha tempo pra tudo : p nascer , morrer , viver , cuidar , andar , falar , ouvir ir, voltar , fazer , refazer , desfazer , olhar , sentir , chorar , dormir acoradar , cantar , ler , amar , dançar , estudar , entender , revoltar , aprender , crescer , perder , ganhar , ser , estar , saber , descobriri , inventar , mentir , experimentar , usar , querer , precisar , ignorar , errar , acertar ….

    se vc quiser q alguem lhe ajude peça a pessoa mais ocupada q esta tera tempo p isso

  3. Rui Motta Says:

    O melhor tempo de todos, o que nos é mais útil, é quando nos damos conta de que não temos obrigação de fazer mais nada. Apenas ser, admirar, respirar e ver acontecerem as ávores que plantamos pela vida.

    • Carol Says:

      Concordo plenamente Rui. Ainda estou em fase de plantação…Tentando não deixar que esse mundo “maluco” me devore e devore meu TEMPO.
      Bjs.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: