Roubaram o meu carro…

É, isso mesmo. Roubaram o meu carro. Passada a surpresa, a indignação e a tristeza, apenas tenho isso a dizer sobre esse episódio:

Obrigada senhor, porque na hora não estava com Davi. Ele estava na escolinha, seguro e feliz.

Obrigada senhor, porque não foi assalto a mão armada e não houve violência e nem fui sequestrada.

Obrigada senhor, porque, em que pese meu choro e nervosismo na hora, uma viatura da PM me socorreu providencialmente e os policiais, penalizados com a minha emoção, me levaram até o distrito para fazer o B.O.

Obrigada senhor, porque em duas horas consegui, com a ajuda do corretor de alguns amigos do jornal, abrir o sinistro na seguradora.

Obrigada senhor, porque moro próximo ao jornal e uma kombi, que leva os funcionários para o Centro, pôde me trazer em casa a tempo da babá conseguir ir embora de ônibus.

Obrigada senhor, porque a escolinha de Davi fica a duas quadras de casa.

Obrigada senhor, porque conto com o apoio de pessoas que amo e que me amam e sei que isso é apenas um pequeno percalço, apenas uma trupicada. Que o que aconteceu está além do meu entendimento e seja o que for, enfrentarei com fé e amorosidade.

Enfim, coitado, ele apenas me levou um carro, na verdade, não conseguiu me roubar absolutamente nada!!!!!!!!

Tags:

12 Respostas to “Roubaram o meu carro…”

  1. Edécio Roncon Says:

    Prezada amiga, Carol.
    Agradecemos também a Deus e aos anjos que tudo ocorreui como nos narra, porque nesses casos somente Eles podem mesmo nos ajudar!
    Infelizmemte essas estatísticas crescem exponencialmente!
    A coisa está tão banalizada, que quando nos ocorreu semelhante fato em 2005, na Delagacia nos orientaram a fazer o BO pela Delegacia Digital, uma vez que a fila no Distrito, pelo sistema convencional era muito grande.
    A Vera manda-lhe também beijos e abraços.
    Edécio Roncon

    • Carol Says:

      Edécio querido,
      Palavras muito benvindas. Obrigada pela solidariedade. Coisas às quais estamos arriscados hoje em dia. Já estou mais tranquila, uma vez que consegui um carro-reserva até o dia 19. Vamos aguardar. As coisas se acertam. Acredito que tudo tem um motivo. Talvez fosse o momento de fechamento de um ciclo na minha vida e acabei “perdendo” materialmente o que preciso deixar ir embora.
      Grande beijos aos meus amigos queridos!
      Carol

  2. Selma Albertini Says:

    Não sei como seria se isso acontecesse comigo, pois, no momento estou sem seguro; não renovei por falta de tempo. Talvez seja tbém um recado pra mim e serviu, amanhã arrumo tempo pra isso tbém ! Oro ao Senhor todos os dias por livramentos dados a que conhecemos e àqueles desconhecidos. Tudo acontece por uma razão, com certeza. Passou, bola pra frente ! O importante é que vc. está bem e não sofreiu violência pior…. redobrar cuidados é sempre bom !!! E orar e agradecer sempre tbém ! Por aqui, tem acontecido muitos desafios, mas todos ainda dentro da família… precisamos conversar ! Bjs. Selma e Beth.

    • Carol Says:

      Selma querida,
      Recebi muito apoio e solidariedade de pessoas generosas como vocês. Tudo o que passamos tem motivo: o nosso crescimento como serres humanos. Fique tranquila que ainda teremos nosso tempo de conversar. O universo conspira e temos força para ultrapassar a todos os obstáculo. Grande beijo nessa dupla.
      Carol.

  3. J.CARLOS VIEIRA Says:

    Minha querida : Há três meses também vivi essa situação mas não me exasperei e procurei interpretar os sinais e nessas circunstancias evoco ensinamento de Rilke, que me é balsâmico: “não busques, por enquanto respostas que não lhe podem ser dadas. Pois trata-se precisamente de viver tudo. Viva por enquanto as perguntas. Talvez depois, aos poucos, sem que o perceba, num dia longinquo, consiga viver a resposta” A violência presente principalmente nas grandes urbes, transmitem insegurança e isso recomenda constante “vigilância” ( “orar e vigiar ” ) e postura psiquica -espiritual para inibir stress e paranóia. É preciso aprender a “arte de viver o conflito”. Vencido o trauma inicial e aceitação do fato com persignação latina “ad impossibilia nemo tenetur”, como você o fez , louvando à instância divina ter-se o episódio se restringido a perda do veículo e às adequações necessárias para transcendê-lo. Além da solidariedade disponibilizo-me a apoiá-la em necessidades decorrentes disso. Beijos

    • Carol Says:

      Como sempre Zé, sábias palavras. Tenho passado por alguns percalços que não compartilhei com ninguém, e tento ouvir o que o universo quer me dizer. Estou muito vulnerável e fragilizada no momento, mas tenho buscado nas orações e na proteção das pessoas que me amam retomar o equilíbrio e descarregar energias que não me pertencem mais e precisam partir. Agradeço sempre a sua solidariedade e afetividade. Saudades…
      Carol.

  4. andrea Says:

    meu novo email.

    ate sob pressoa essa mulher escreve bem.

    gostei das palavras do JC Vieira

    bjs

  5. Neuza, Joel e Maria Clara Says:

    Ficamos tristes pelo acontecido e ao mesmo tempo felizes por não ter acontecido algo pior.

    Branca e familia

    • Carol Says:

      Agradeço a solidariedade Branca. Faz parte da vida andar, tropicar, e muitas vezes, cair. Estamos todos aqui para aprender, mesmo quando não entendemos muito bem o porquê das coisas. Deus é muito maior e sabe o nosso destino e o que temos que passar. Agora é tocar o barco pra frente e agradecer a saúde e energia para continuar na batalha diária pela vida. Eu e Davi mandamos beijos.
      Obs.: as fotos do Natal estão muito bonitas…

  6. Nilva Says:

    Querida Carol
    Acho que o susto já passou, pois somente hoje estou lendo seu blog.
    Lamento profundamente que você tb tenha sido vítima dessa barbaridade que assola nosso país e cada vez mais ficamos com menos providências dos nossos governantes…..
    Espero que você esteja bem agora e se precisar de ajuda, por favor me telefona.
    Um beijo para você e o Davi.
    Em tempo: você fez muita falta no último encontro da biodanza.

    • Carol Says:

      Pois é meu anor…. Penso agora que se tivesse ido a esta aula de Biodanza, talvez estivesse ainda com o meu carro… Mas, nada é por acaso. Estou firme na luta…
      Obrigada por existir,
      Beijos,
      CArol.

  7. JuniorMatos Says:

    Gostaria de te convidar para partipar de uma rede de conteúdo, caso tenha interesse me adiciona no msn smatosjr@gmail.com ou me manda um email. Abs, Matos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: