Muitos caminhos, mas apenas uma escolha

caminhos

Desde a adolescência tenho um sonho que me acompanha ao longo da vida. É o chamado sonho recorrente. Que se repete, na medida em que o conflito interno se mantém e não se altera ou se transforma. Nele, me vejo, invariavelmente, em um trevo de auto-estrada. Tipo um ‘minhocão’ de São Paulo.

A sensação angustiante do sonho (ou seria pesadelo?) é a mesma: a minha incapacidade em decidir para que lado ir. Tenho várias opções mas só uma decisão.

Conclusão: não consigo escolher e acordo angustiada e com o coração disparado. Por outras, o roteiro se altera, mas apenas um pouco. Mesmo sabendo onde gostaria de chegar, me pego nas grandes avenidas de São Paulo sem saber que direção escolher, me sentindo absolutamente perdida e sem condições de, novamente, decidir meu rumo.

 Esse sonho é literal e me diz que quando chego a uma encruzilhada, com caminhos variados e por conseguinte consequências diversas, fico paralisada pelo meu medo de errar e sofrer por essa escolha.

Ultimamente tenho encontrado dezenas de pessoas assim: ansiosas sem saber para onde e o que seguir. O coração ou a razão? O instinto ou a lógica? As minhas necessidades ou as necessidades do outro? As exigências do mundo contemporâneo ou as necessidades individuais? É, questões assim, que no fundo achamos tão fácil de optar na teoria, mas que quando caem na prática…que dúvida cruel!

 Numa avaliação geral, eu e minha amiga Lílian chegamos a uma conclusão sobre os meus sonhos recorrentes: eles refletem a minha dificuldade em me decidir a qual mestre irei servir: o ego ou a alma. Á primeira vista parece uma questão lógica: a alma, é claro! Mas pergunto, e as exigências do ego? Aqui, nesta autoanálise, ele simboliza antes de tudo o mundo externo, o das idéias e do intelectualismo.

A sociedade patriarcal que exige obediência cega em troca de uma ‘suposta’ aceitação. Digo suposta, porque somente podemos ser aceitos quando estamos na nossa inteireza e apenas somos, sem ter que obedecer a padrões externos.

 Na minha encruzilhada de vida, muitas vezes, enquanto o ego vaidoso me acena com ganhos e garantias que, na realidade, não podem ser cumpridas, mas que seduzem, a alma grita a dor da autenticidade e da necessidade vital do que preciso alimentar. Esse impasse é tão angustiante para mim no dia a dia quanto no mundo dos sonhos.

Eu sei exatamente do que preciso, além obviamente, de uma estrutura financeira e profissional saudável e uma boa qualidade de vida. Preciso de vínculos afetivos nutritores, de condições adequadas para sentir, me expressar e me comunicar. Só que isso passa obrigatoriamente pela humildade, reconhecimento e aceitação do meu lado menos nobre e mais sombrio. Do meu Eu ridículo e humanamente imperfeito. E digo de cadeira: é aí que o bicho pega!

Tenho encontrado muitas pessoas nesta mesma situação. Por vezes suspendendo a situação que está gerando o conflito e a necessidade de uma decisão. E fica tudo lá. Tudo parado, esperando só Deus sabe o que acontecer. Não tenho sequer um conselho para dar sobre o tema. A única coisa que tenho conseguido é rezar. Pedir àquilo que chamamos de Deus, força para ter um pouco de coragem para romper o impasse e tomar uma posição. Não importa se certa ou errada, se doerá ou não.

Não há o caminho certo ou o caminho errado, apenas o caminho que construímos com cada decisão. O que importa é sentir e viver. Sair do sono inconsciente da Bela Adormecida, que garante proteção contra o mal, mas que também impede de experimentar e vivenciar o bem. Eu quero é viver plenamente!

Tags: , , , ,

Uma resposta to “Muitos caminhos, mas apenas uma escolha”

  1. andrea Says:

    vai escrever bem assim em outra galaxia.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: